Com apoio do Governo do Estado, projeto reaproveita garrafas PET para confecção de brinquedos e jogos

Digiqole Ad


Alunos da Escola Estadual Nossa Senhora da Divina Providência, na zona sul de Manaus, confeccionaram cerca de 30 brinquedos e jogos a partir de garrafas PET. A ação integra o projeto “Aqui nada se cria, tudo se transforma: explorando as medidas de capacidade por meio da reciclagem e reutilização de garrafas PET”, apoiado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), no âmbito do Programa Ciência na Escola (PCE).

De acordo com a professora de Matemática e Ciências da Natureza, Angela Maria, coordenadora do projeto, entre os materiais produzidos pelos estudantes estão carro, barco, pinguim, coruja e tartaruga, além de diversos jogos e brinquedos, entre os quais pião, boliche e bilboquê.

Os objetos confeccionados têm finalidades pedagógicas e ambientais, já que todos foram desenvolvidos pelos estudantes e elaborados a partir de materiais recicláveis. Ao todo, 64 alunos de duas turmas do 5º ano participaram das atividades.

“O projeto desenvolvido contribuiu para a relevância interdisciplinar dos alunos e com a educação ambiental e sustentável da comunidade, pois os alunos aprenderam a reciclar e transformar o lixo (garrafa PET), e contribuir com o meio em que vivem”, explicou.

Transformação e ensino
Conforme relatou a professora, o projeto despertou a conscientização ambiental dos alunos e fez com que eles cobrassem mudanças de comportamento nos locais onde vivem, mostrando aos pais e familiares a importância da preservação. A iniciativa também possibilitou a atuação da comunidade escolar em um trabalho em equipe.

Além disso, a coordenadora celebrou o fato da iniciativa foi desenvolvida de forma interdisciplinar ter unido as duas matérias escolares que leciona, já que os estudantes aprenderam o conceito de medidas de capacidade por meio do uso de garrafas PET, nas aulas de Matemática, e ainda promoveram o reaproveitamento prático de materiais descartáveis, no estudo de Ciências da Natureza.

Iniciado em junho, o projeto foi finalizado em novembro deste ano.

Apoio diferencial
A professora agradeceu à Fapeam pelo apoio concedido ao projeto, por meio do Programa Ciência na Escola (PCE), Edital nº 004/2022.

“A Fapeam ajuda a conquistar um sonho como professora, pois nos incentiva a nos aperfeiçoar, a pesquisar e a impactar. Quando pensamos no assunto, queríamos algo que impelisse, transformasse, que os alunos adquirissem aprendizagem de forma diferenciada. Dessa forma, a Fapeam proporciona uma ampla transformação aos docentes e discentes, através dos projetos que apoia”, compartilhou.

Sobre o programa
O Programa Ciência na Escola é uma ação criada pela Fapeam direcionada à participação de professores e estudantes de escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus em projetos de pesquisa científica e de inovação tecnológica a serem desenvolvidos nas escolas.

O PCE apoia a participação de professores e estudantes do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental, da 1ª à 3ª série do Ensino Médio e suas modalidades: Educação de Jovens e Adultos, educação escolar indígena, atendimento educacional específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais sediadas no Amazonas e municipais de Manaus.

FOTOS: Acervo de Angela Maria



Source link

----------------------------------------------------------------------------------